segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Um lugar azul

Um lugar azul




Andava apressada, queria logo chegar em casa, tirar o sapato e assistir a novela. Parou impaciente, frente ao trânsito. Não gostava de atravessar a rua, com aquele medo eterno dos carros.

Foi nesse instante que viu numa vitrine o sorriso de uma boneca, que a encheu de ternura. Aqueles olhos azuis a levaram para algum lugar esquecido na infância. E o mundo de repente transformou-se num imenso paraíso azul, por onde ela começou a andar. Os passos eram lentos, cheios de fantasias. O corpo a levava, levemente adormecida. Andava... quando sentiu um forte encontro que a fez voar para aquele mundo azul...

Um comentário:

  1. Que delícia de continho!
    Adoro sua escrita Elaine, tão cheia de envolvimento!
    Seja bem-vinda a blogosfera!
    TE SEGUIREI AKI.
    BJOS.

    ResponderExcluir